Struise Westoek XX – Flanders Red Ale

Fala galera!

Tudo bem?

Fizemos uma visita ao estilo Flanders Red Ale semana passada. Um estilo saboroso e levemente refrescante! Escolhemos a Struise Westoek XX, da Bélgica como cobaia. Se você gosta deste estilo ou ainda não conhece, leia o texto para saber mais informações.

Já conhece nosso instagram? Segue a gente por lá também e use a hashtag #CWBeerfood.

Vamos lá!

Struise Westoek XX

 

Struise Westoek XX

 

A Struise Westoek é uma cerveja do estilo Flanders Red Ale. Claro, não vamos negar que ao ler o rótulo, a primeira palavra que pulou na nossa frente foi a triple… soou como se fosse Tripel (hahaha) e acabamos comprando. Enganos gramaticais a parte, a cerveja é uma delicia!

Para quem não conhece o estilo, este tipo de cerveja era (e acho que é) muito comum na Bélgica. Misturavam-se cervejas maturadas em barris durante um longo tempo (tornando-as mais ácidas e secas) com cervejas jovens (mais doces), formando um blend. Nestes barris haviam bactérias necessárias para azedar a cerveja e essa mistura tornava o liquido complexo, aromático, mas ao mesmo tempo mais jovem e equilibrado. A Cervejaria Rodenbach foi uma das pioneiras neste processo industrial, mas depois da revolução cervejeira americana, o estilo Flanders Red Ale, hoje, pode ser encontrado em outras regiões do globo.

Struise Westoek XX

 

A Struise Westoek XX é uma cerveja de coloração rubi com leve passagem de luz por entre o liquido. Tem uma carbonatação altíssima (mas altíssima mesmo!) tanto que ao abrir a garrafa, perdemos parte da cerveja por não atentar a este detalhe. Com o passar do tempo o creme diminui. Creme este que é denso e, como dito, tem excelente formação.

Extremamente aromática, logo de inicio nos lembrou Vinho Tinto. Em nossos narizes soou talvez como um Carménère. Um leve picante também pode ser sentido. No paladar a cerveja se mostrou ácida, complexa e saborosa. Sua acidez é convidativa a experimentar a cerveja e as notas de vinho voltam a se repetir, desta vez equilibrando com o malte. O retrogosto traz notas levemente picantes, secas e amargas. Um leve turbilhão de sensações fazem com que você puxe outro gole novamente. 

Que cerveja!

Compramos em um empório em São Paulo do qual eu não me recordo o nome. Valor pago entre R$13,00 e R$15,00.

Por favor, a gente faz questão que vocês experimentem também! Uma oportunidade excelente de conhecer um lado diferente de cervejas belgas.

Saúde!