Dádiva colab EAP – Blueberry Imperial Porter

Turma

Tudo bem?

E segura mais essa colab do Empório Alto dos Pinheiros. Dessa vez a cervejaria parceria foi a Dádiva. O rótulo da vez é o Dádiva EAP Blueberry, uma Imperial Porter com adição de mirtilo na receita. Diferente não?

Falamos de outras duas receitas da Dádiva, Bazooka I e Bazooka II. Só clicar para ler!

Aproveita para seguir a gente em nossas redes sociais!

Instagram
Facebook

 

Dádiva

Blueberry - dádiva

Segundo Heloisa Luppinaci (Estadão), até 2014 a Dádiva era uma cervejaria exclusivamente regional, atendendo a região de Vargem Grande, interior de São Paulo. Em 2015 lança uma série de Amber´s Ale com variações de lúpulo que alçou a Dádiva a um patamar estadual e logo após, nacional. Com a entrada do Victor Marinho como mestre cervejeiro, a cervejaria deu um salto absurdo em rótulos de qualidade, complexidade além de sabores e aromas.

Um destaque mais que especial vai para Luiza Tolosca, sócia da Dádiva e que conduz com maestria as operações da cervejaria. Parabéns, é uma honra ver mulheres tomando conta de um mercado anteriormente marcado pelo machismo.

 

Blueberry Imperial Porter

Dadiva EAP - Bluberry

Essa receita, conforme falamos acima, é uma colaborativa entre o Empório Alto dos Pinheiros com a Cervejaria Dádiva. A Blueberry Imperial Porter leva doses massivas de mirtilo além de nibs de cacau.

Vertida na taça, apresentou uma bonita coloração negra com traços purpura quando colocada a taça contra o sol. Formação de espuma marrom clarinho, densa, cremosa e de boa persistência.
No aroma, o mirtilo surge inicialmente dando as cartas do jogo. Seguido dele encontramos, chocolate amargo e suave café. Conforme vai esquentando, surgem notas de chocolate branco, vindo dos nibs de cacau. Ótimo!

 

Dadiva EAP - Bluberry

 

Na boca o mirtilo volta a dominar a cena dessa vez de mãos dadas com chocolate, café e toques de álcool que dão uma leve escapada. São 10,3% de graduação alcoólica, que dá uma sensação de incomodo mas que não prejudica o conjunto como um todo. Traços amargor também dão um alô aqui e fecha todo conjunto.

Corpo médio/alto com boa carbonatação e textura aveludada e cremosa. O final é recheado de mirtilo, chocolate, traços de café ao fundo.
Vale a pena experimentar sim, até porque pense que a blueberry precisa estar presente em todo conjunto, afinal a receita deixa ela como estrela.

Compramos no EAP e pagamos algo em torno de 31 reais.

Saúde!

André

André

Fundador em cwbeerfood
André

Últimos posts por André (exibir todos)

Deixe uma resposta