8.6 Absinthe – Tristeza!

Fala galera!

Tudo bem?

Hoje voltamos com mais uma 8.6 Bavaria, mas dessa vez a Absinthe. Cerveja que recebemos no Beer Pack do Clube do Malte. Você leu o titulo da matéria e percebeu: Tristeza. Esta palavra define esta cerveja. Saiba mais!

8.6 Absinthe

IMG_20151210_220922462

A 8.6 Absinthe é uma cerveja do estilo Vegetable Beer, de baixa fermentação, com 8,3% ABV e produzida pela Bavaria Brouwerij, Holanda. Segundo consta, a receita é composta de ervas e especiarias naturais e é complementada com “alsem” absinto, principal ingrediente da bebida lendária (que dá até para ser usada de combustível no carro haha). 

Líquido translucido e filtrado com formação de espuma média e baixa duração. Ao abrir a lata, aromas levemente herbáceos e gramíneos vem ao nariz acompanhados, claro, do álcool. Ainda podemos citar um leve, mas bem leve, aroma de panificação.

8.6 Absinthe

No paladar as especiarias aparecem, apesar de não poder distingui-las, e o “absinto” surge de forma mais evidente. Veja, não foi adicionada a bebida e sim o composto principal. Bem doce durante o gole, chegando a ser enjoativa e bem alcoólica, o que em alguns casos pode incomodar bastante. 

Aparência: 4/5
Aroma: 4/10
Sabor: 4/10
Paladar: 2/5
Conjunto: 9/20
Geral: 2,3/5

Terrível! Uma tristeza sem fim. Chegamos um pouco abaixo da metade da lata e desistimos. A 8.6 Absinthe é uma cerveja que não nos agradou, sem chance. Ainda sim obrigado Henrique Cruz (Sommelier do Clube do Malte) que nos ajudou a entender um pouco mais desta cerveja. Torcemos para o Clube do Malte traga experiencias satisfatórias visando o paladar do seu assinante. Sentimos que a 8.6 foi algo próximo de uma negociação comercial apenas.

Saúde e segue o baile.

2 thoughts on “8.6 Absinthe – Tristeza!

  1. Fala André, tranquilo?

    Sempre que tiver alguma dúvida sobre qualquer cerveja que eu já tenha tomado ou sobre algum estilo fico a disposição para conversar e tentar ajudar! Que bom que para a degustação da Absinthe funcionou.

    Então, como bebedor de cerveja posso dizer que eu gostei dela, acho que uma “tristeza” é um exagero, é uma strong lager, vai ter álcool perceptível.
    Gostei bastante da complexidade que o “absinto” traz para a cerveja, aromas bem fortes e complexos, aparecendo em segunda e terceira camada, talvez até eu faça um experimento em casa utilizando outro estilo de cerveja como base!!

    Como Sommelier do Clube do Malte posso pontuar que é complicado agradar a todos, existe uma quantia gigantesca de clientes que se o pack for focado nos “Viciado em hambúrguer e IPA´s” vai ter muita gente achando a cerveja amarga de mais =P.
    Acredito que a cerveja precisa atender a proposta e não possuir defeitos.

    Cheers!

    • Fala Henrique, tudo bem?

      Como bebedor de cerveja, não gostei dela. Caracterizei como tristeza pois achei que fosse uma palavra que cumpria com o que senti quando bebi a Extreme. Ruim seria o uso de palavras que denegrissem a imagem da cerveja e do Clube. Por ser uma strong lager, claro que o álcool seria perceptível, mas não foi só isso que incomodou.

      Tenho certeza que é sempre um grande desafio organizar o Beer Pack, mas no caso especifico do mês que vieram as 8.6, realmente nos soou (e não estamos afirmando e sim divagando) uma negociação comercial. Veja, o mês de dezembro veio excepcional! A Raridade é uma baita cerveja de tirar o chapéu, além de uma Dubbel trapista e a Dádiva (lançada a 3 meses atrás, outra grande boa surpresa) e não precisou de “IPA que combinasse com hambúrguer” como você criticou acima.

      De qualquer forma, nossa matéria foi pontuando o que nós do blog achamos. Você teve uma opinião diferente e tenho certeza que outras pessoas também terão e eu torço para que isso aconteça sempre. Promove uma troca de informações e experiencias (ainda que online) e promove um debate saudável.

      Saúde.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.